Um poema-manifesto de Pedro Lemebel*

MANIFESTO (FALO POR MINHA DIFERENÇA)[1]   Não sou Pasolini pedindo explicações Não sou Ginsberg expulso de Cuba Não sou uma bicha disfarçada de poeta Não preciso de disfarces Aqui está minha cara Falo por minha diferença Defendo o que sou E não sou tão esquisito Me repugna a injustiça E suspeito dessa dança democrática Mas […]